Faça do Portal Moveleiro sua página inicial Indique o Portal a um amigo Anuncie Assine o Portal Moveleiro SAC Versión en español

Assinante Portal Moveleiro: (Não sou assinante)

   

Sexta-Feira, 09 de Abril de 2010

ÁUDIO - A FIQ começa trazendo novidades e lançamentos

ÁUDIO - A FIQ começa trazendo novidades e lançamentos ÁUDIO - A FIQ começa trazendo novidades e lançamentos

Durante os dias 13 a 16 de abril, eventos paralelos e produtos inovadores serão palco de negócios à partir das 13 horas

Arapongas / PR - A sétima edição da FIQ – Feira Internacional da Qualidade em Máquinas, Matérias- Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira, de 13 a 16 de abril, no Expoara, em Arapongas/PR, será palco da exposição de novidades que serão apresentadas pela indústria fornecedora do setor moveleiro. Apostando no aquecimento da economia brasileira e ainda na forte demanda pela aquisição de mobiliário, estimulada pelo avanço da construção civil, expositores preparam lançamentos para estimular negócios no setor. A feira terá cerca de 200 expositores, com a perspectiva de receber público visitante de 20 mil pessoas do país e do exterior.
Uma das novidades do evento será o Espaço Marceneiro que contará com uma marcenaria em funcionamento para proporcionar ao visitante o contato direto com máquinas e equipamentos aliados ao processo produtivo e às novas técnicas de operação. Neste espaço estará a linha completa de máquinas para marcenaria VIMA, novidade da Marjos do Brasil, alinhadas em linha de produção.
Em paralelo, o visitante participa de oficinas tecnológicas coordenadas pelo Senai Cetmam com o apoio da empresa de software Top Solid, subsidiária de uma empresa francesa com 30 anos de experiência em elaboração de softwares. Depois da execução do software, o conteúdo será aplicado pelos participantes na produção de móveis no Espaço Marceneiro. Os painéis serão cedidos pela Berneck e os móveis produzidos serão doados para a Apae de Arapongas.
Durante as oficinas, os participantes poderão conhecer a nova versão do software TopSolid’Wood, projetado para auxiliar nos projetos de design da indústria moveleira, e as inovações do TopSolid’WoodCam para programação automática dos centros de usinagem CNC. Será possível ainda conhecer o TopSolid’Planner (aplicativo para frente de loja que trabalha integrado com a fábrica ) e o Ardis (software belga líder de mercado na geração de lay-out de corte conjugado com a programação de seccionadoras e centros de furação CNC). Segundo Glauber Longo, diretor da Top Solid, com a solução integrada TopSolid’Wood, TopSolid’WoodCam e Ardis é possível acelerar a criação dos projetos dos móveis combinado com a programação automática das máquinas CNC que irão fabricá-los. E com o TopSolid’Planner será possível modificar os móveis no ponto de venda com a segurança de que as alterações não irão gerar retrabalhos ou riscos na fabricação sob medida.
 
PIIM traz inovação
Na área da inovação e da sustentabilidade, a quarta edição do PIIM (Projeto de Inovação da Indústria Moveleira) será um palco para uma mostra dos principais produtos inovadores trazidos pelos expositores da FIQ, selecionados nos setores de equipamentos, tecidos, acessórios, componentes, matérias-primas, tintas e vernizes, dentro outros produtos expostos no evento. Estarão expostos 28 protótipos. O principal objetivo do PIIM é dar visibilidade aos produtos inovadores das indústrias expositoras que atendam aos critérios de viabilidade sócio-ambiental, aumento de produtividade com a inovação, melhoria da apresentação final do produto moveleiro, e redução de custos de produção, logístico e de montagem.
 
Logística terá área própria
Uma área de 1000 metros quadrados foi reservada para expositores exclusivos de logística nas áreas de transporte, armazenagem, distribuição e movimentação de mercadorias, ampliando as possibilidades de contatos de fabricantes moveleiros com a distribuição do mobiliário no país e exterior. Uma das novidades será apresentada pelo Sest/Senat, entidade da Confederação Nacional de Transporte, que participa do espaço com um simulador de treinamento de motoristas, possibilitando aos visitantes experimentarem a nova tecnologia e visualizarem o software para percursos de carros e caminhões.
 
Congresso Paranaense
Durante a FIQ, será realizado o 1º Congresso e 4º Seminário Moveleiro Paranaense, evento promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), por meio do Conselho Setorial da Indústria Moveleira, com apoio do Sindicato da Indústria do Mobiliário e Marcenaria do Paraná (Simov), do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima) e do Sindicato das Indústrias da Marcenaria de Francisco Beltrão (Sindimadmov). Nos dias 14 e 15, respectivamente em Curitiba e Arapongas, o Congresso terá uma programação de palestras e workshops com especialistas do setor.
Um dos destaques será a presença do designer Marcelo Rosenbaum, o criativo do quadro Lar Doce Lar no programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo de Televisão. Além dele, quem também fará palestras tanto em Curitiba quanto em Arapongas é o italiano Francesco Balducci, do Centro Tecnológico para a Qualidade da Madeira e do Mobiliário (Cosmob), e o designer Lincoln Seragini, sócio-presidente da agência Seragini Farné Guardado, de São Paulo, considerado um dos maiores especialistas do país em branding (gestão de marcas). A programação completa do Congresso pode ser conferida no site em www.congressomoveleiro.org.br.
 
Evento científico
Em paralelo, estudantes e pesquisadores têm até o final desta semana, dia 19, para inscreverem artigos nas áreas de Design de mobiliário, Processos produtivos e Desenvolvimento de equipamentos e materiais. Os artigos serão apresentados dia 16 de abril, durante evento científico na FIQ 2010 que tem por objetivo promover a atualização dos empresários do setor, difundindo experiências e estudos que contribuam para a sustentabilidade das indústrias moveleiras no Estado do Paraná. Além disso, pretende estimular a inovação no desenvolvimento da cadeia produtiva do setor em nível nacional. O regulamento do evento científico e o formulário de inscrição estão disponíveis no site www.congressomoveleiro.org.br. Cada participante pode inscrever até dois artigos por área temática. A relação dos selecionados será divulgada a partir de 31 de março, no site do evento.
 
Mostra Texbrasil Décor
Visitantes da FIQ 2010 poderão conferir novidades trazidas pela TexBrasil Décor, mostra coordenada pelo Comitê de Decoração da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil). Na feira estarão novidades jacquards, chenille, maquinetados, rústicos, rendas, voil, organzas, matelassê e black-out, utilizados na confecção de estofados, revestimentos e tapeçaria. “Levaremos para a FIQ as principais novidades tanto em matérias-primas como em processos de produção, ampliando a visibilidade dos tecidos de decoração e estimulando o crescimento do mercado de estofados”, diz Ramiro Sanchez Palma, coordenador do TexBrasil Décor. Para confirmar a qualidade dos produtos desenvolvidos pelas indústrias participantes, o TexBrasil Décor criou o Selo Original de Ética. Por meio deste selo, as indústrias se comprometem a não reproduzirem estampas e desenhos de tecidos criados por outras empresas do grupo.
 
Caravanas
A organização da FIQ 2010 está estimulando, em parceria com sindicatos e entidades do setor, a participação de empresários de vários Estados por meio de caravanas que contam com o subsídio de 40% das despesas de viagem, via transporte rodoviário, além de atendimento diferenciado e serviços exclusivos na Feira. As caravanas são voltadas aos moveleiros, representantes comerciais, designers, entre outros profissionais ligados à cadeira produtiva do setor. Os contatos ainda podem ser feitos pelo telefone (43) 3172-5000 ou e-mail caravanas@expoara.com.
 
Polo Moveleiro de Arapongas
O Pólo Moveleiro do Norte do Paraná destaca a região como estratégica para o setor de móveis nacional. São 724 indústrias fabricantes de móveis que geram 17.435 empregos diretos e indiretos. A cidade de Arapongas concentra o maior número de empresas do setor, no total de 181, que geram 8.951 empregos diretos. Com investimento crescente em tecnologia, o Polo do Norte do Paraná está entre os que mais crescem no país, com um consumo de madeira de 420 mil metros cúbicos ao ano segundo dados de 2008 fornecidos pelo Sima – Sindicato das Indústrias Moveleiras de Arapongas. O faturamento do Polo em 2008 foi de R$ 1.125 bilhões. Nas exportações, o movimento auferido no mesmo período foi de US$ 75,21 milhões.
 
Ouça a entrevista concedida pelo presidente da Feira José Constantino falando sobre todas as novidades do evento e expectativas.
 
 
FIQ terá espaço marceneiro em 2010
Marcenaria em operação e oficinas tecnológicas incentivam qualificação do setor
Uma das novidades do evento será o Espaço Marceneiro que contará com uma marcenaria em funcionamento para proporcionar ao visitante o contato direto com máquinas e equipamentos aliados ao processo produtivo e às novas técnicas de operação. Neste espaço estará a linha completa de máquinas para marcenaria VIMA, novidade da Marjos do Brasil, alinhadas em linha de produção. “A FIQ é a primeira grande feira do ano e estamos apostando em um dos segmentos com maior perspectiva de crescimento devido ao aquecimento do setor imobiliário”, afirma Daniel Becker, gerente de vendas da Marjos. No Espaço Marceneiro, todas as máquinas vão operar como uma linha de produção, possibilitando aos visitantes interagirem com os produtos.
Em paralelo, o visitante participa de oficinas tecnológicas coordenadas pelo Senai Cetmam com o apoio da empresa de software Top Solid. Durante as oficinas, os participantes poderão conhecer a nova versão do software TopSolid’Wood, projetado para auxiliar nos projetos de design da indústria moveleira, e as inovações do TopSolid’WoodCam para programação automática dos centros de usinagem CNC. Será possível ainda conhecer o TopSolid’Planner (aplicativo para frente de loja que trabalha integrado com a fábrica ) e o Ardis (software belga líder de mercado na geração de lay-out de corte conjugado com a programação de seccionadoras e centros de furação CNC).
Segundo Glauber Longo, diretor da Top Solid, com a solução integrada TopSolid’Wood, TopSolid’WoodCam e Ardis é possível acelerar a criação dos projetos dos móveis combinado com a programação automática das máquinas CNC que irão fabricá-los. E com o TopSolid’Planner será possível modificar os móveis no ponto de venda com a segurança de que as alterações não irão gerar retrabalhos ou riscos na fabricação sob medida. A tecnologia aprendida será aplicada na produção de móveis no Espaço Marceneiro. Os painéis serão cedidos pela paranaense Berneck e os móveis produzidos doados para a Apae de Arapongas.
Inovação é o caminho para marceneiros conquistarem mercados
A gestão da marcenaria será tema de workshop no 1º Congresso Moveleiro Paranaense, mostrando como profissionais podem atrair consumidores investindo em design diferenciado, produtos exclusivos e sustentáveis. Segundo o professor José Nunes Filho, que apresentará o workshop “Marceneiro! E agora? – Por uma gestão da marcenaria”, durante o 1º Congresso e 4º Seminário Moveleiro Paranaense que acontece entre 14 e 16 de abril, em Curitiba e Arapongas durante a FIQ 2010, os consumidores estão cada vez mais exigentes na hora de comprar um móvel.
Segundo ele, design diferenciado, produtos exclusivos e sustentáveis fazem a diferença na hora de definir os móveis que farão parte da cozinha, do quarto ou da nova sala. Conceitos como esses, que já vem sendo aplicados por muitas indústrias de móveis brasileiras, são fundamentais também para o sucesso do trabalho dos marceneiros, profissionais capazes de agregar valor à madeira e “customizar” o móvel de acordo com a vontade do consumidor. Os marceneiros interessados podem se inscrever e conferir a programação completa no site www.congressomoveleiro.org.br.
 
Ampliação de conhecimentos
Na visão do proprietário da marcenaria Cinderela Móveis, Ademar Magnabosco, com sede em Medianeira/PR, a realização do Espaço Marceneiro contribui para a ampliação de conhecimentos à medida que permite o acompanhamento do funcionamento dos novos maquinários. Marceneiro há 46 anos e focado na fabricação de móveis sob medida, Ademar defende a atualização constante dos profissionais sob risco de ficarem defasados. “O cliente é muito bem informado sobre as novidades do setor. Precisamos estar sempre à frente dos processos e das matérias-primas utilizadas. Vamos aproveitar a FIQ para investir em novos maquinários e atingir a nossa meta de crescimento em 2010 de 15%”, disse.
De acordo com o proprietário da marcenaria de Mirassol Le Mobili Modulados, Adilson Antonio Souto, o aquecimento do setor da construção civil tem potencializado os investimentos em marcenaria. O aumento da procura por móveis sob medida também é justificado pela queda de preço na produção, o que se tornou possível com o incremento de modernos maquinários na fabricação. “Antes, o preço dos produtos da marcenaria assustavam o cliente. Hoje, eles são equivalentes aos da indústria moveleira, com o diferencial de atender às particularidades de cada um”, evidencia Souto que aposta no aumento de 50% no seu faturamento neste ano. Para isso, ele planeja investir em máquinas, principalmente nas de corte e colagem de bordas.
 
FIQ 2010 setor moveleiro está confiante na expansão do mercado
Empresas fornecedoras e indústrias fabricantes do mobiliário apostam na ampliação de negócios e crescimento do setor
A confiança na expansão do mercado moveleiro também é compartilhada pelas empresas fornecedoras de acessórios e componentes para o mobiliário, que apostam em lançamentos para a FIQ 2010. O Grupo Artecola, do Rio Grande do Sul, aproveita a FIQ para lançar um revestimento de móveis composto por polímeros biodegradáveis e fibras vegetais, que também pode ser utilizado como divisória de ambientes. Este ano, o grupo projeta crescimento de 21%. Vidros, casca de coco, galhos de macieira, couro e cristais fazem parte dos materiais escolhidos para compor os puxadores desenvolvidos pela fabricante de acessórios Akeo, de Bento Gonçalves, novidades para a FIQ 2010 que visam atender a indústria moveleira que quer apostar em diferenciais para o mobiliário.
 
Para as indústrias
A indústria moveleira está confiante no aquecimento do mercado. A redução permanente de IPI para moveis estofados e placas laminadas também animou o setor. A Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário) espera previsão de aumento de 5% no faturamento de 2010. Segundo a entidade, as vendas entre dezembro e fevereiro - período inicial em que o IPI foi reduzido – foram 14% superiores às registradas no período anterior equivalente. Além disso, a capacidade ociosa verificada nas fábricas, de acordo com a entidade, caiu à metade, de 30% para 15%.
Para o presidente do Sima (Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas), Nelson Poliseli, a demanda de mercado deve crescer uma média 10% neste ano. A redução do IPI está sendo vista também como um equalizador para conter o repasse de 8% de aumento da matéria-prima anunciado pelas indústrias de painéis a partir de abril. Nelson Poliseli, proprietário da Poquema, indústria de cozinhas, pretende investir em inovações no processo de produção e aguarda lançamentos que serão apresentados na FIQ 2010. “Temos que estar preparados para atender prontamente à demanda do mercado”, afirma.
Os investimentos feitos pelo fabricante de móveis para escritório e kits de cozinha, Multiflex, de Arapongas, já vislumbram o aquecimento do varejo. A capacidade fabril vem recebendo investimentos há cerca de dois anos. “Já investimos R$ 1 milhão em maquinários e profissionais. Este ano, a empresa espera duplicar o faturamento anual”, afirma Patrick Gomes, gerente administrativo. Atualmente, a empresa atua com 60% de sua capacidade produtiva. Boa parte do otimismo da Multiflex vem do trabalho realizado junto aos representantes. A redução do IPI implicou em aumento de 30% das vendas nos três primeiros meses do ano.
A Combinari Móveis Planejados e Estofados, também de Arapongas, opera com 95% de sua capacidade fabril para atender à demanda do mercado. “Acreditamos que o fim da redução do IPI para outros bens duráveis como eletrodomésticos e carros contribuirá na mudança de foco do consumidor que poderá priorizar a compra de mobiliário”, salientou Marcos Aurélio Tudino, diretor. A empresa trabalha com a expectativa de crescimento de 15% no ano. O empresário analisa que a redução do IPI dos móveis impactará a cadeia produtiva como um todo. “Com certeza essa redução fará diferença no preço final do produto à medida que o lojista terá a redução deste custo”, explica Tudino.
A fabricante de móveis Caemmun, instalada no polo moveleiro do Norte do Paraná há mais de 15 anos, está confiante na evolução do mercado em 2010. “Aguardamos a realização da feira para conhecer as novidades trazidas para o setor, principalmente na parte de automação da produção”, afirma Irineu Munhoz, proprietário. De acordo com o empresário, a realização da FIQ contribui diretamente para a evolução das indústrias da região ao facilitar o acesso às novas tecnologias, matérias-primas e complementos para a indústria moveleira.
 
FIQ 2010 estimula inovações
Expositores investiram em tecnologia para mostrarem diferenciais no Projeto de Inovação da Industria Moveleira
Na área da inovação e da sustentabilidade, a quarta edição do PIIM (Projeto de Inovação da Indústria Moveleira) será um palco para uma mostra dos principais produtos inovadores trazidos pelos expositores da FIQ, selecionados nos setores de equipamentos, tecidos, acessórios, componentes, matérias-primas, tintas e vernizes. Estarão expostos 33 protótipos. O principal objetivo do PIIM é dar visibilidade aos produtos inovadores das indústrias expositoras que atendam aos critérios de viabilidade sócio-ambiental, aumento de produtividade com a inovação, melhoria da apresentação final do produto e redução de custos de produção, logística e montagem.
A fabricante de tintas Imagraf, de Arapongas/PR, apresentará sua inovação na área de seladores, utilizados no preparo da madeira para receber a tinta. De acordo com o representante comercial, Lucas Biancardi Maciel, o novo produto foi desenvolvido para neutralizar as diferenças de tonalidades das chapas de madeira utilizadas pela indústria moveleira. “A Imagraf desenvolveu um selador na cor cinza que permite equalizar as diferenças de tonalidades apresentadas pelas chapas. Após a sua aplicação, a pintura, que vem na sequência, fica muito mais uniforme. Já testamos a aceitação do produto entre nossos clientes e colhemos bons resultados. Agora, aproveitaremos a FIQ para divulgar irrestritamente nossa recente descoberta”, comenta.
Para a fabricante de tintas e vernizes, Adex, também de Arapongas/PR, o PIIM será o espaço ideal para demonstrar a qualidade das tintas prime nas linhas branca e preta. Conforme explicou o gerente de desenvolvimento, Wilson Souza Franco, os produtos são 100% sólidos, ou seja, não permitem sua evaporação durante a aplicação e apresentam melhorias no acabamento da peça ao preencher por completo os poros da madeira. “Vamos levar duas peças com aplicações do prime na linha branca e na preta, onde poderá ser evidenciado o alto brilho e a resistência conferida ao material”, adianta.
Focada no desenvolvimento de soluções para madeira, a Sayerlack, com sede em São Paulo, levará para o PIIM peças com aplicação de tintas que possuem proteção antimicrobiana e efeito visual de alto brilho, também conhecido por high gloss. A tecnologia de proteção contra micróbios foi desenvolvida para manter-se ativa durante toda a vida útil do móvel. Sua utilização é mais requisitada para mobiliários infantis, de cozinha, banheiro ou de jardim. Já o alto brilho é uma tendência observada nos produtos elaborados pelo setor e busca imprimir um ar mais sofisticado às superfícies onde é aplicado, ficando próximo do efeito de espelhamento.
A empresa gaúcha Artecola vai participar com o revestimento da linha Ecofibra que é bastante requisitado para revestir paredes, móveis e até mesmo servir como divisória de ambientes. Segundo a assessora de imprensa, Adriane Costa, o material leva em sua composição partículas biodegradáveis e um terço de fibras vegetais oriundas da cana de açúcar. “Esse material é um exemplo de sustentabilidade pois em sua composição foi reduzida a utilização de materiais petroquímicos como o plástico, substituindo-os pelos resíduos da indústria sucroalcooleira”, avalia Adriane. O revestimento apresentado foi amplamente premiado no ano passado por empresas que elegem os produtos benéficos ao meio ambiente como o Jornal Valor Econômico e a Revista Casa Cláudia.
Contando com 40 anos no mercado de componentes e acessórios para a indústria moveleira, a Jomarca, de Guarulhos, levará para o PIIM um kit completo de ferragens para móveis contendo parafusos, dobradiças, corrediças, colas plásticas e quebradiças, conforme relatos da gerente de vendas, Rose Radichi. “Oferecemos a oportunidade ao cliente de optar pelos materiais que precisa no seu kit, tanto em termos de quantidade como de tamanhos. Dessa forma, adaptamos o nosso kit às necessidades exclusivas de cada cliente”, comenta.
Atentos às mudanças do mercado moveleiro, a fabricante catarinense de componentes e acessórios SP Plast mostrará o sistema de portas de correr feito em plástico e que é adaptado para portas simples ou duplas de vidro, chapas finas de compensado ou mesmo acrílico. Segundo o gerente geral, Jean Carlos Brüske, o componente atende às inovações no design de móveis que substituíram as portas tradicionais pelas deslizantes.
A fabricante de mantas protetoras sediada em Apucarana, Nova Manta, exporá a manta desenvolvida com polietileno, usada para proteção de peças componentes dos móveis. “Nosso material é obtido mediante a expansão do polietileno e serve como protetor para acomodar as peças dentro das caixas. Sua aceitação é ampla na indústria moveleira, sendo que a grande maioria opta por esse tipo de manta para proteger suas peças”, afirmou Ailton Rizo Borges, proprietário.
A tecnologia italiana aliada à produção nacional permitiu à especialista catarinense em soluções para máquinas e matérias-primas, Ineo, produzir uma máquina para aplicação de até 12 percintas elásticas de uma única vez. “Hoje no mercado encontramos disponível apenas as que esticam até oito percintas. Nossa máquina garante maior agilidade ao processo industrial de fabricação de estofados”, explica o gerente comercial Edimar Vicente da Silva. As percintas elásticas são utilizadas para dar sustentação à espuma aplicada em estofados, garantindo a qualidade do encosto e do assento dos móveis.
A fabricante de portas de alumínio Metalle, de Arapongas, marcará presença no PIIM reproduzindo um dormitório infantil. “Será possível ver o uso das portas de alumínio já instaladas no ambiente projetado. A combinação do alumínio com o vidro que leva toques ilustrativos dá um tom moderno ao ambiente”, descreve César Carnavelle, proprietário. Uma das vantagens do uso do alumínio em móveis, segundo César, é a durabilidade do material que não exige manutenção.
Há quase vinte anos atuando no desenvolvimento de acessórios em plástico, a fabricante de Arapongas, Starplast, apresentará o puxador que leva um material novo em sua linha de produção: o alumínio. “Trabalhamos com design exclusivo e que permite adaptar o puxador para racks, estantes, armários de cozinha, entre outros”, adiantou o contador Wander Roberto dos Santos.
A empresa têxtil norte-americana, que possui fábrica na China e distribuição no Brasil há dois anos e meio, Microflock, lançará no PIIM a linha de tecidos para estofados Crush Velvet Collection. “Vamos aproveitar nossa participação na FIQ para mostrar aos fabricantes do setor o alto padrão da nova linha”, evidenciou o agente de importação, Murilo Blasi Duarte. O material, composto por poliéster se diferencia dos atuais no mercado por apresentar uma textura semelhante a de um tecido amassado.
Especializada na fabricação de perfis – material utilizado para dar acabamento a móveis em geral, como cadeiras, mesas e dormitórios - a empresa de Guarulhos, Quality, exporá cerca de 30 modelos diferenciados de perfis no PIIM. “Vamos levar perfis flexíveis fabricados em PVC, já que a sua utilização é amplamente requisitada pela indústria moveleira”, alegou o gerente comercial, Paulo Roberto Fernandes.
O Grupo paulista Cipatex, que possui dentre a gama de produtos fabricados revestimentos sintéticos, estará presente no PIIM com lançamentos de revestimentos próprios para estofados residenciais e de escritório que possuem 11 opções de cores diferenciadas. Outro lançamento da empresa será a linha Flores do Campo e Orquídeas, que imprime nos materiais estampas com inspirações na flora brasileira. A empresa ainda apresentará a linha de laminados rígidos e semi-rígidos feitos em PVC e que são destinados ao recobrimento de móveis de cozinha, dormitórios e estantes. Os materiais reproduzem estampas de elementos naturais como bambus.
A fabricante do interior de São Paulo, Textil J. Serrano, exporá no PIIM tecidos diferenciados para revestimento de estofados e de colchões. Contando com 60 anos de atuação no mercado, a J. Serrano aplica alta tecnologia na produção de seus tecidos e oferece uma grande gama de cores para atender aos mais diversos gostos dos clientes.
A Associação Brasileira da Indústria Têxtil – ABIT, que representará 19 fabricantes, levará para o PIIM 36 amostras de tecidos desenvolvidos especialmente para atender o mercado moveleiro, inspirados nos lançamentos europeus. A concepção dos materiais atendeu à tendência atual que alia conforto com sustentabilidade. A grande maioria dos exemplares leva em sua trama fios de seda, linho ou fibra de bambu. A variedade inclui estampas, listras e cores únicas, oferecendo várias opções aos fabricantes de estofados.
 
Confira algumas imagens
          
 

Fonte: Indaíra Laureano com informações CrCom

  • Comentar
  • Compartilhar no Orkut
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook

Conteúdo Portal Moveleiro

Logo Portal Moveleiro
R. Lauro Linhares, 2055 - Sala 509 - Torre Flora
Florianópolis - SC - Brasil
sac@portalmoveleiro.com.br
© 2011 copyright - Portal Moveleiro +55 48 3025-5454

Portal Moveleiro nas redes sociais: Twitter Facebook Orkut