Faça do Portal Moveleiro sua página inicial Indique o Portal a um amigo Anuncie Assine o Portal Moveleiro SAC Versión en español

Assinante Portal Moveleiro: (Não sou assinante)

   

Quinta-Feira, 12 de Abril de 2012

Governo e federação do setor produtivo e moveleiro comunitário de madeira procuram abrir portas no mercado europeu

Governo e federação do setor produtivo e moveleiro comunitário de madeira procuram abrir portas no mercado europeu Governo e federação do setor produtivo e moveleiro comunitário de madeira procuram abrir portas no mercado europeu

Valorizar a produção de base florestal do Estado e buscar mercados consumidores internacionais têm sido uma meta do governo e dos empresários acreanos nos últimos anos.

De forma participativa, a administração estadual e o empresariado local têm trabalhado no sentido de fomentar a produção industrial do Estado, por meio de viagens e prospecção de mercado.

A primeira delas foi realizada em abril de 2010 e contou com o apoio do então senador Tião Viana. Uma comitiva de 76 pessoas, entre empresários, agentes públicos, parlamentares e profissionais liberais, participou da 107 ª Feira de Importação e Exportação da China, a Canton Fair. O evento, considerado o maior na área de negócios do mundo, resultou em várias parcerias que vêm movimentando o mercado acreano, principalmente o ligado a materiais de construção no Estado.

Raiolando Costa de Oliveira, proprietário da indústria Plasacre, foi um dos empresários que fez parte da comitiva e hoje colhe os frutos. Durante a viagem, ele efetuou a compra de três máquinas industriais que permitem a produção de forro, tubos e canos. “Com essas máquinas tivemos um aumento na produção e nas vendas, o que nos levou a abrir vinte novas vagas de emprego”, explica.

O mercado acreano possui parcerias reais com o mercado internacional. Hoje o Acre tem negócios firmados com grandes empresas do Reino Unido, China, Canadá, Estados Unidos e Peru. Na viagem à China, os empresários tiveram a oportunidade de conhecer a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) daquele país e ver de perto o potencial de negócios que surge a partir de uma zona como essa.

Agora uma nova viagem de negócios está prestes a acontecer. Um grupo formado por pessoas do Poder Executivo, Federação da Indústria, Associação Comercial, WWF, cooperativas, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e empresários desembarca na Itália.

A delegação acreana visitará o Salão Internacional do Móvel de Milão. O evento, que acontece de 17 a 22 deste mês, tem edição anual e é a mais importante Feira de design de móveis do mundo. Em sua última edição, realizada em 2011, foram 2.533 expositores da Itália e de todo o mundo, que dividiram a atenção de 300 mil visitantes. Os empresários participarão ainda do iSalon, grande evento na área de arquitetura, decoração e artesanato, que acontecerá no Palazzo Giureconsulti, local de funcionamento da Câmara do Comércio Italiana e que abrigará o  lounge do Brazil S/A, com o tema "Renda-se ao Brasil".

No  lounge serão expostos produtos acreanos, como artesanato indígena e local, produtos fabricados pelos moveleiros do Acre, entre os quais pisos de tacos, mesas em madeira certificada, cortina com sementes da Amazônia e ornamentações com plantas e pedaços de sobra de madeira.

A Fieac, o Senai e a Fecomércio, com o apoio do governo do Estado, estarão organizando ainda visitas ao Salone Internazionale Del Mobile e a indústrias e cooperativas, na região da Lombardia, famosa por seu know-how em processos e produtos industrializados e por sua gestão empresarial.


No dia 18 próximo, os empresários acreanos e o governo terão um dia, intitulado "Acre Day", para apresentar suas potencialidades. Uma palestra de abertura será proferida pelo governador Tião Viana, que irá apresentar os aspectos institucionais do Estado. Durante o dia serão realizados cinco seminários com temas relacionados à política pública adotada no Estado. Entre os temas centrais das discussões estão Brasil e Itália: Um Diálogo Sustentável; Manejo Florestal Comunitário no Acre; Produtos e serviços sustentáveis na Floresta e Apresentação do homem que mora na floresta através de sua forma de morar.

A programação do "Acre Day" inclui ainda a apresentação musical do representante indígena Benki Piyãnko e degustação da gastronomia acreana.

A Fieac e o governo acreditam que a viagem trará resultados positivos em médio prazo. Entre os esperados estão a comercialização de produtos acreanos na Europa, a implantação de empresas brasileiras ou de capital misto que atuem na Europa na ZPE, a promoção do potencial turístico do Acre e a ampliação da base educacional e tecnológica voltada à formação de jovens moveleiros. Este último resultado é esperado no curto prazo, já que ainda durante o evento será assinada a Carta de Intenções entre o governo do Estado e o consórcio do Politécnico de Milão, uma das mais renomadas universidades europeias no âmbito da engenharia, arquitetura e do design, que desde 1863 atua no campo da pesquisa científica, do ensino universitário e da transferência de tecnologia para a realidade econômico-produtiva local, nacional e internacional. A parceria permitirá a realização do curso técnico de designer no Acre nos próximos meses.

Semana passada o Acre teve o alfandegamento da primeira Zona de Processo de Exportação do país, em Senador Guiomard (24 quilômetros de Rio Branco). A previsão é de que, após o pleno funcionamento, haverá uma redução da participação da administração pública na economia, materializada por meio da instalação das indústrias que demandarão serviços, insumos e outros benefícios, impulsionando a economia local.

Para se ter uma ideia do impacto da ZPE, somente com a implantação de sua primeira fase, com 14 plantas industriais, as exportações do Estado terão uma perspectiva de incremento de U$ 134 milhões, representando mais de seis vezes o desempenho registrado no ano de 2008, que foi de U$ 22 milhões.

“No Acre, os empreendimentos voltados para a indústria florestal e agroindustriais foram integrados à pequena produção, com a participação do governo tanto na regulação quanto no investimento, o que se denominou como PPC [parceria pública, privada e comunitária]”, explica o governador Tião Viana.

São exemplos as fábricas de processamento de madeira e a indústria de preservativos instalada em Xapuri, que já fornece 100 milhões de unidades/ano para o Ministério da Saúde, a indústria de abate de aves, que já abastece o mercado local com 12 toneladas de frango por dia, e as agroindústrias para a produção familiar existentes em todo o Estado.

Acre inicia prospecção de negócios na Itália

A primeira-dama do Estado, Marlúcia Cândida, abriu a série de encontros que serão realizados em Milão, com uma reunião com diretores de uma das maiores indústrias de cosméticos da Europa, a Shodeea S/A, que tem sede na Suíça.

 

Durante a conversa, Andrea Parodi, representante da Shodeea, fez a apresentação da sua linha de cosméticos produzidos com 100% de óleo vegetal, ressaltando ainda o conceito ambientalmente sustentável que é aplicado pela indústria.

Na ocasião, Marlúcia apresentou uma mostra de essências de óleos vegetais (extraídos do cupuaçu, andiroba, murmuru e buriti) que vêm sendo estudados nos laboratórios da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) para aplicação industrial na confecção de produtos cosméticos, o que poderá ser a base de futuros acordos de cooperação técnica com indústrias internacionais do setor. A primeira-dama, no entanto, observou que qualquer acordo de intercâmbio técnico com grupos internacionais deverá ter como princípio o respeito aos grupos de produtores extrativistas do Acre, responsáveis pela captação dessas matérias-primas, a fim de garantir uma relação comercial direta que possa resultar na geração de emprego e renda a essas comunidades.

Participaram dos encontros Silvio Gori, representante do consulado do Brasil na Itália, Adriana Fortunato, da consultoria Matrec, que investe em projetos empresariais a partir da utilização de materiais reciclados, e Renato Castro, consultor e investidor brasileiro para mercados chineses, americanos e europeus.

Marlúcia também definiu com o sindicalista Giovanni Moretti uma agenda de visitas às cooperativas, indústrias moveleiras, alimentícias e de confecções, que deverá ser cumprida pela comitiva de empresários acreanos. “Uma agenda como essa é essencial para que o Acre se apresente como uma oportunidade para investimentos, fortalecendo o processo de renda inclusiva que o governo desenvolve no atual momento”, ressalta.

Fonte: Agência Notícias do Acre

  • Comentar
  • Compartilhar no Orkut
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Facebook

Conteúdo Portal Moveleiro

Logo Portal Moveleiro
R. Lauro Linhares, 2055 - Sala 509 - Torre Flora
Florianópolis - SC - Brasil
sac@portalmoveleiro.com.br
© 2011 copyright - Portal Moveleiro +55 48 3025-5454

Portal Moveleiro nas redes sociais: Twitter Facebook Orkut